Presidente do Sindicombustíveis-DF participa do programa CB Poder

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF), Paulo Tavares, responsabilizou, nesta terça-feira (5/2), a política adotada atualmente pela Petrobras, que segue a variação do dólar, pela grande variação de preços encontrada pelo consumidor nos postos. Em entrevista ao programa CB.Poder, parceria da TV Brasília e do Correio Braziliense, Tavares afirmou que essa política é a principal responsável pelo aumento ou queda nos preços. “É uma junção de fatores. Devemos levar em conta a política da Petrobrás e o dólar. Hoje, com a queda do dólar, o preço do combustível caiu. Houve realmente uma queda expressiva”, disse. Para o presidente, a prática de cartel (combinação de preço entre os postos) deve ser investigada e punida sempre, mas ele argumenta que ainda há confusão entre os consumidores sobre o que gera os aumentos constantes. Segundo Tavares, a população tem, de maneira geral, uma visão negativa dos postos de gasolina. “Distribuição é uma coisa — são cinco ou seis distribuidoras —, e revenda, que cabe a cerca de 320 postos, é outra. Esses dois juntos representam 15% do preço da bomba. A margem de variação de preço é muito pequena”, argumentou.

Veja integra da matéria no link: https://www.facebook.com/correiobraziliense/videos/1898687603592462/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *