A relação entre os preços do etanol e da gasolina atingiu em setembro a menor marca para o mês desde 2010, segundo dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).
No nono mês deste ano, essa equivalência atingiu 59,88%, enquanto há oito anos, em setembro, havia sido de 58,30%. Contudo, na comparação com agosto de 2018, quando alcançou 57,91%, o resultado de setembro é superior. Para especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso quando o preço do derivado da cana-de-açúcar representa mais de 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do etanol é de 70% do poder do combustível fóssil. Com a relação entre 70% e 70,5%, a utilização de gasolina ou etanol é considerada indiferente.Fonte: Exame